Adaptação faz respirador mecânico atender até quatro pessoas





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui






A ventilação mecânica consiste em uma modalidade terapêutica que substitui parcialmente ou completamente a ventilação espontânea. Essa fisioterapia atua de maneira eficaz no tratamento da insuficiência respiratória aguda (IRpA) ou crônica agudizada.

Com o avanço dos casos do novo coronavírus pelo País, um trio no Rio Grande do Sul conseguiu aumentar a quantidade de pacientes atendidos por um respirador mecânico. O médico Emmanuel Rath Bonazina e os fisioterapeutas Marcio Ramos Laguna e Andre Hoerbe Bacchin são os responsáveis pela criação do mecanismo, conforme divulgado pelo G1.

Os agentes da saúde trabalham no hospital Nossa Senhora das Graças, em Canoas, no Rio Grande do Sul. A inspiração para a adaptação foi encontrada em estudo norte-americano de 2006.

"Porque não tentar? Brasileiro sempre dá um jeitinho", brinca Emmanuel.

Utilizado quando o paciente não consegue respirar sozinho, o respirador mecânico funciona como uma espécie de pulmão artificial. O aparelho é um importante aliado para os pacientes mais graves com coronavírus, pois um dos sintomas do Covid-19 é justamente a dificuldade respiratória.

Adaptação do respirador mecânico

"A gente fez isso com intuito de ajudar, como tem essa falta de respiradores, a gente já está imaginando nosso inverno aqui no Rio Grande do Sul. Sempre aumenta muito a demanda, e mais toda essa situação do coronavírus, a gente teve que começar a correr atrás e ver o que dava pra fazer", explica.

Com isso, em situações de emergências o equipamento pode atender até quatro pessoas.

"O que a gente fez? Nas válvulas que envolvem a inspiração, a gente puxou as mangueiras que são conhecidas como traqueias e colocamos um Y na ponta dessas saídas – na inspiração e na expiração. E nesse Y, a gente puxou mais duas mangueiras para que a gente possa fazer mais um Y, e poder, assim, ventilar dois pacientes, para que eles possam respirar simultaneamente", explica Emmanuel.

Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário