Quais são as Labirintopatias mais comuns?





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui






Labirinto significa ouvido interno e é dotado de duas funções: a audição e o auxílio ao equilíbrio. Popularmente, a palavra labirintite, refere-se a um quadro de tontura, portanto, a uma disfunção da parte do labirinto relacionada ao equilíbrio, cujo nome correto é aparelho vestibular.

Quando existe uma doença do aparelho vestibular ou, popularmente, uma labirintite, o sintoma mais importante é a tontura, quase sempre com características rotatórias (parece que tudo está rodando ou que o corpo está girando), acompanhada por náuseas e vômitos. Muito frequentemente, por ser uma disfunção do labirinto, o aparelho auditivo pode estar envolvido, ocasionando a presença de zumbido e perda auditiva.

Várias são as causas de alteração da função desse sistema. Existem as doenças próprias do labirinto e as doenças externas que interferem na função labiríntica, a semelhança das doenças que podem causar perda auditiva.

Dentre as doenças do aparelho vestibular mais frequentes pode-se citar a hidropisia vestibular, conhecida como doença de Ménière, as alterações vasculares e as metabólicas.

As labirintopatias mais comuns são as seguintes:

  – vertigem postural paroxística benigna: breves e repentinos episódios de vertigem e/ou enjoo aos movimentos da cabeça;

– neurite vestibular: vertigem aguda, intensa e prolongada, com náuseas e vômitos. Pode ser de origem inflamatória ou infecciosa (viral);

– doença de Ménière: crises vertiginosas, diminuição da audição e sensação de pressão no ouvido; 

– otites, viroses e remédios ototóxicos (danosos ao ouvido): são as mais comuns na infância; 

– cinetose (mal do movimento): tonturas, náuseas, vômitos eventuais, palidez e suor que ocorrem quando a pessoa está em um veículo em movimento por conta do conflito de informações entre o sistema proprioceptivo (informando que o corpo está parado) e o labirinto (informando que há movimento); 

– surdez súbita e vertigem: a perda auditiva surge, habitualmente, em um dos ouvidos e tem causas diversas, como infecções por vírus, traumas cranianos ou acústicos, doenças auto-imunes, vasculares, tumores etc. Podem ocasionar tontura de vários tipos;

– esclerose múltipla: doença crônica e progressiva do sistema nervoso central.

O Portal Educação, maior portal de cursos online do país, tem um curso exceçente sobre esse assunto que você. que tem interesse nesse assunto, precisa conhecer. O curso online de Labirintopatia trata de anatomia, fisiologia, avaliação otoneurológica, reabilitação, entre outros tópicos.

Com ajuda da Agência Senado


Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário