Primeiros Socorros na Asma





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui





A asma brônquica é uma inflamação crônica nos pulmões, causada por uma alergia que traz dificuldade para respirar. A doença não tem cura, não é transmitida de pessoa para pessoa, nem passa de pai para filho — no entanto, os filhos de um asmático têm maiores chances de desenvolver a condição.

SINAIS E SINTOMAS DA ASMA
  • Dispneia - falta de ar (Principal sintoma);
  • Respiração rápida e difícil (Na fase de agravamento da crise, a respiração é muito difícil, lenta e há cianose nas extremidades);
  • Acompanhado de aperto no peito;
  • Forte tosse seca e repetitiva;
  • Chiado;
  • Pulso rápido, palidez e sudorese. 
O tratamento da asma consiste no uso de remédios corticoides e broncodilatadores que devem ser usados diariamente, por toda a vida. A bombinha, medicamento tradicional, deve estar sempre perto do paciente para ser utilizada sempre que haja dificuldade de respirar.
Em casos de crise, é importante que a pessoa fique calma, em uma posição confortável, e use a bombinha. No entanto, caso o dispositivo não esteja por perto, acione imediatamente ajuda médica. As crises de asma se caracterizam por sintomas como intensa dificuldade para respirar e lábios roxos.
Primeiros socorros
Como proceder durante uma crise de asma
. Acalme a pessoa e ajude-a a sentar em uma posição confortável;
. Peça que se incline ligeiramente para a frente, colocando os cotovelos repousados nas costas de uma cadeira, se possível, para facilitar a respiração;
. Verifique se o paciente possui algum remédio para asma, ou bombinha, e dê o medicamento;
. Chame uma ambulância rapidamente, caso a pessoa deixe de respirar ou não possua uma bombinha por perto.
No caso de um desmaio, no qual o paciente não esteja respirando direito, deve-se iniciar a massagem cardíaca para manter o coração funcionando enquanto não chega a ajuda médica.
O que fazer quando a bombinha não está por perto
Nesses casos, é aconselhado ficar parado na mesma posição até à chegada da ajuda médica, para que o corpo não gaste rapidamente o pouco oxigênio que está entrando nos pulmões. Além disso, afrouxe as roupas para evitar a obstrução da respiração, mantenha a calma e tente respirar lentamente, inspirando pelo nariz e soltando pela boca, até que a ambulância chegue.
Como evitar uma crise de asma
É importante identificar os fatores pioram os sintomas e tentar evitá-los: os mais comuns são poluição, alergias, ar frio, poeira, cheiros fortes ou fumaça. Além disso, situações de resfriado, gripe ou sinusite, por exemplo, também podem causar o surgimento de sintomas mais intensos, facilitando as crises.
Mesmo quando os sintomas já não aparecem há muito tempo, é fundamental manter o tratamento indicado pelo médico. Outra boa dica é manter sempre uma bombinha extra por perto, mesmo que ela já não seja mais necessária.

Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário