Dor no maxilar nem sempre é uma disfunção da ATM







A disfunção da articulação temporomandibular (DTM) é caracterizada pela presença de dor e por movimentos comprometidos da articulação (ATM), responsável por abrir e fechar a boca. Essa articulação, localizada na frente das orelhas, conecta a mandíbula com o crânio e controla o movimento da boca. Você pode aumentar o fluxo sanguíneo e a oxigenação da região, diminuindo assim os sintomas da disfunção, com simples exercícios que melhoram a mobilidade, fortalecem e relaxam o maxilar.

A vida moderna, onde cada segundo vale um milhão, o estresse vem tomando conta de uma grande parcela da população brasileira. Dia após dia crescem os casos de indivíduos com ATM (Articulação Temporomandibular), que são dores, principalmente, nos músculos da face.

Quando sentimos aquela dorzinha no maxilar, é comum associarmos com uma disfunção temporomandibulares (DTM), mas nem sempre é o problema. Pode ser um pinçamento escapular, que acontece quando movimentos involuntários pinçam o tecido fibroso da escápula, um osso localizado nas costas, ou até mesmo, uma tensão na occipital, um osso localizado na parte traseira e inferior do crânio.

Para que a raiz do problema seja identificada, é preciso o diagnóstico do dentista e, dependendo do caso, a opção de tratamento precisa ser aliada a outros profissionais, como o fisioterapeuta da ATM.


Comente:

Nenhum comentário