Respeite sua Receita e tenha sucesso no seu tratamento






Olá pessoal!

Hoje falaremos do que pode levar o tratamento com antibióticos não ter um resultado esperado, os perigos de não seguir a prescrição de uma receita médica, trocando a orientação do medicamento por indicação de alguém e o quanto isso pode influenciar no sucesso do tratamento.

Embora seja algo que não deva acontecer, a troca de medicamentos de uma receita é mais comum do que a gente imagina. É difícil encontrar uma pessoa que não tenha mudado o medicamento no balcão da farmácia. São vários os motivos dessa troca: o preço do medicamento prescrito pelo médico, falta do medicamento na farmácia, falta da dosagem certa do medicamento, indicação de alguém para outro medicamento dentre outros. Além disso, é muito comum que as pessoas troquem os tipos de medicação sem conhecer as diferenças entre os de referência, genéricos e similares. Os medicamentos de referência recebem exclusividade pelo grande investimento em pesquisa, já os genéricos possuem composição química que só passa por testes e os medicamentos similares são apenas cópias dos medicamentos de referência. Semana passada, inclusive, aconteceu comigo. Fui comprar um medicamento para minha mãe e como é um medicamento novo no mercado, não tinha na farmácia. O medicamento parecido foi oferecido e recusado. É importante saber (MESMO!) que a troca de medicamento pode não ser eficaz e, se essa troca ocorre, pode trazer danos à saúde do paciente além da ineficiência do tratamento. Você quer tomar um remédio para não ficar curado(a) do problema que tem?
http://bit.ly/1pR8sfy

Quando um médico (ou profissional de saúde) prescreve o antibiótico X para a gente, ele sabe o que esse paciente precisa para ter o sucesso no tratamento. Não é a toa que a dosagem e o intervalo de uso são prescritos na receita médica. Não é a toa que o antibiótico x é utilizado. Temos que saber que cada antibiótico é especifico para cada doença. O antibiótico só pode ser comprado com retenção de receita, mas, mesmo assim, se há alguma tentativa o prejuízo pode ser imenso. E esse prejuizo pode vir com o agravamento dos sintomas, já que não é o um antibiótico especifico para a doença que a pessoa tem além do "cultivo" a superbactérias, que vão ficando resistentes a antibióticos que não a combatem.

Respeitar a receita, não mudando a dosagem de qualquer medicamento, a forma de tomá-lo (intervalo) e é o ponto de partida para o sucesso do tratamento. E o sucesso do tratamento depende de você!


Publieditorial Apoio GSK



Comente:

Um comentário:

  1. Isso é em qualquer profissao, nao so com medico

    ResponderExcluir