Auriculoterapia ajuda a combater o vicio das drogas





Uma excelente notícia para quem luta constantemente para vencer o vício do álcool e das drogas. Uma pesquisa indicou que a acupuntura aplicada nas orelhas (auriculoacupuntura) ajuda a reduzir a ansiedade e os efeitos da abstinência, causados pela falta destas substancias químicas no organismo. O estudo foi publicado no Journal of Psychiatric And Mental Health Nursing (Jornal de Enfermagem em Psiquiatria e Saúde Mental, na tradução livre).

No levantamento, foram submetidos ao tratamento por acupuntura 15 pacientes que haviam acabado de abandonar o vício das drogas ilícitas e do álcool. Observou-se então que os pacientes submetidos à acupuntura na orelha tiveram maior relaxamento e bem-estar, influenciando diretamente na redução da ansiedade.

"Durante os últimos anos, a busca pela acupuntura auricular só tem aumentado, principalmente no tratamento da dependência química", comenta Dr. Márcio De Luna, acupunturista há 29 anos e coordenador do programa de pós-graduação em acupuntura do Instituto Brasileiro de Medicina Tradicional Chinesa (IBMTC) (RJ).

Segundo Luna, pesquisas como esta são importantes para mostrar que a acupuntura é eficaz em outras situações além de dores e inflamações, beneficiando assim um número maior de pessoas doentes.

Acupuntura Auricular

A acupuntura aplicada nas orelhas, também conhecida como acupuntura auricular ou auriculoacupuntura, ocorre por meio da aplicação de agulhas finíssimas e bastante curtas, produzidas especificamente para a picada do pavilhão auricular.

Segundo explica Dr. Luna, as pessoas podem ficar despreocupadas com o método. "A aplicação não oferece riscos e muito menos dores, já que muitas pessoas costumam associar agulhas com algo doloroso", comenta.

Após um estudo clínico do paciente, a aplicação das agulhas em alguns dos mais de 200 pontos na orelha é realizada durante 20 a 30 minutos, a fim de estimular os pontos de acupuntura da orelha, que irão influenciar diretamente todo o corpo humano do paciente, inclusive o sistema nervoso autônomo.


Comente:

Nenhum comentário