Confira exames preventivos que devem ser feitos a partir dos 30 anos





De uma forma geral, recomendamos que, na ausência de problemas de saúde que exijam atenção médica periódica e específica, os 30 anos são a idade apontada como a mais razoável para a realização do primeiro check-up, que é uma avaliação médica ampla, que pressupõe a abordagem pelo especialista de diversos aspectos da saúde mental e física do paciente nas diferentes etapas da vida — afirma a médica Roberta Carvalho, do Lâmina Medicina Diagnóstica.

A especialista preparou uma lista de exames de imagem sugeridos para check-up de acordo com a idade do paciente. Confira:

:::: Colonoscopia
Exame indicado a partir dos 50 anos, mas que deve ser feito antes se houver casos de câncer na família. Dependendo do resultado do primeiro exame, fundamental para a prevenção do câncer de cólon, a repetição ocorre a cada cinco anos. O exame é feito com um tubo flexível dotado de uma câmera na extremidade. Permite detectar lesões e doenças inflamatórias.

:::: Densitometria óssea
Recomendado a mulheres com mais de 65 anos, deve ser realizado antes se houver menopausa precoce ou osteoporose na família. Verifica a densidade e a integridade de ossos, como a bacia e o fêmur, diagnosticando a perda de massa óssea e a osteoporose.

:::: Ecocardiograma
É a ultrassonografia do coração. Deve ser indicado por cardiologista em casos de suspeitas de alterações cardíacas. O método permite avaliar a capacidade de contração do músculo cardíaco, alertando para possíveis disfunções.

:::: Eletrocardiograma e teste ergométrico
Podem ser solicitados ainda na casa dos 20 anos e se tornam obrigatórios após os 40, quando devem ser feitos anualmente. Ambos se valem de eletrodos sobre o peito para apurar o risco cardiovascular. O primeiro é feito com o paciente deitado e o segundo durante esforço físico programado e individualizado. O teste ergométrico, ou teste de exercício, avalia a capacidade funcional e condição aeróbica da pessoa. Também serve para detectar eventuais problemas como isquemia miocárdica, arritmias cardíacas e distúrbios hemodinâmicos induzidos pelo exercício, entre outras.

:::: Mamografia
Deve ser feita anualmente a partir dos 40 anos. Se houver casos de câncer na família, a investigação começa mais cedo. A mulher é examinada em um aparelho que comprime as mamas e permite averiguar alterações na região. O exame é essencial para a detecção precoce do câncer de mama, um dos mais comuns no sexo feminino.

:::: Ultrassonografias
Cada vez mais elas fazem parte do arsenal de exames preventivos prescritos pelo médico, mais comumente para examinar mamas, em complemento à mamografia, mas também são importantes para exames da tireóide e abdome.

Segundo Roberta Carvalho, tomógrafos e aparelhos de ressonância magnética modernos têm resultado em novos exames preventivos. São eles, principalmente, a angiotomografia coronariana, que permite avaliar o risco cardíaco do paciente, e a colonoscopia virtual, que não requer sedação e é um exame rápido e eficaz para avaliar o cólon, embora não substitua a colonoscopia.

A ressonância de mamas, por sua vez, é cada vez mais é usada na prevenção do câncer de mama também, em especial em pacientes com alto risco para neoplasia mamária, como aquelas com parente de primeiro grau com câncer de mama ou com algumas mutações genéticas que predispõem ao câncer, sendo também o exame de escolha para pacientes que possuem próteses mamárias.

A especialista informa que há também os check-ups de investigação, nome dado a exames que avaliam uma condição específica. Um bom exemplo é a endoscopia, prescrita diante de reclamações como queimação e dores de estômago e que rastreia gastrites e refluxos.



Comente:

Nenhum comentário