Fatores de risco da doença coronariana em mulheres





Em geral, as mulheres apresentam os mesmos fatores de risco da doença coronariana que os homens. Mas esses fatores podem afetá-las de maneira diferente.

Inicialmente, estudos detectaram que, antes dos 50 anos, os homens têm um risco a curto prazo maior de doença coronariana. Usando o escore de risco de 10 anos de Framingham, segue a comparação feita entre o homem e a mulher e seus fatores de risco.

Fatores de risco da doença cardíaca coronariana nas mulheres
As mulheres que chegam aos 50 anos com pouco ou nenhum fator de risco para o desenvolvimento da doença coronariana tendem a viver mais
Nesse exemplo, o homem apresenta colesterol total alto, colesterol HDL relativamente baixo, é fumante, mas não toma medicamento para pressão alta. Seu risco de infarto ou morte em conseqüência da doença coronariana é de 20%. Em comparação, uma mulher com fatores de risco idênticos tem um risco de apenas 8% de infarto ou morte em decorrência da doença coronariana.


Mulher Homem
Idade 50 50
Colesterol total 240mg/dia 240mg/dia
Colesterol HDL 42mg/dia 42mg/dia
Fumante Sim Sim
Pressão arterial sistólica 140mm Hg 140mm Hg
Geralmente sob medicação
para tratar a pressão alta
Não
Não
Risco de 10 anos 20% 8%

Devido à diferença no risco a curto prazo entre homens e mulheres, os esforços para prevenção e educação tradicionalmente foram direcionados aos homens. Mas agora isso está mudando, pois está ficando cada vez mais evidente que a doença coronariana afeta significativamente as mulheres.

Um estudo que analisou o risco de doença cardiovascular descobriu que as pessoas que têm certos fatores de risco aos 50 anos - como colesterol alto, pressão alta, diabetes e/ou sobrepeso ou obesidade - têm mais chance de desenvolverem tal doença e terem uma vida mais curta.

Em comparação, aquelas que não apresentam fatores de risco aos 50 anos provavelmente não desenvolverão a doença cardiovascular a curto prazo e terão uma vida mais longa. Os homens e mulheres que tinham menos de dois fatores de risco aos 50 anos viveram uma média de 11 anos e 8 anos mais, respectivamente, comparados aos homens e mulheres que tinham dois ou mais fatores de risco.

A idéia principal é: se uma mulher adotasse hábitos saudáveis desde cedo, de modo que ela apresentasse menos fatores de risco quando chegasse aos 50 anos, ela poderia ter um risco menor de doença cardiovascular e uma vida notadamente mais longa.

Entretanto, à medida que as mulheres envelhecerem, seu risco aumentará. Descubra na próxima página por que a menopausa pode ser o fator principal.



Comente:

Nenhum comentário