Manifestações clínicas do desvio do septo nasal





O septo nasal é a estrutura que separa o lado esquerdo do lado direito do nariz. É uma estrutura firme e flexível e encontra-se coberto por uma mucosa ricamente vascularizada. Idealmente, o septo nasal deve situar-se exactamente no centro, tendo lados esquerdo e direito do nariz dimensões idênticas. No entanto, em cerca de 80% das pessoas o septo nasal está ligeiramente descentrado, embora a maior parte delas nunca chegue a notá-lo. Menos frequentemente, o septo encontra-se mais significativamente descentrado sendo esta situação denominada um desvio do septo nasal.

Nas pessoas com um desvio do septo, um dos lados do nariz apresenta-se mais amplo do que o normal, enquanto o outro é mais estreito. Isto altera o padrão do fluxo de ar no nariz e, por vezes, o lado mais estreito fica bloqueado. Em alguns casos, as aberturas dos seios perinasais podem estar obstruídas, o que pode desencadear uma infecção destas cavidades (rinosinusite) crónica (prolongada) ou que recidiva com frequência. As alterações no padrão do fluxo de ar no nariz podem fazer com que a mucosa que reveste o septo nasal se torne seca e com fissuras o que pode causar epistáxis (hemorragias nasais) frequentes.

Os sintomas de um desvio do septo nasal podem incluir:
  • Obstrução de uma ou de ambas as narinas
  • Congestão nasal (nariz entupido), por vezes apenas de um lado
  • Hemorragias nasais frequentes
  • Infecções frequentes dos seios perinasais (rinosinusites)
  • Dores na face, dores de cabeça e corrimento nasal posterior
  • Respiração ruidosa durante o sono nos bebés e nas crianças mais jovens.

Em alguns casos, uma pessoa com um desvio ligeiro do septo nasal apresenta sintomas apenas quando tem uma constipação ou outra infecção respiratória alta. Nestas pessoas, a infecção respiratória causa edema (inchaço) da mucosa nasal, o que agrava os problemas do fluxo de ar. Nestes casos mais ligeiros, quando a constipação desaparece os sintomas de desvio do septo nasal desaparecem igualmente.



Comente:

Nenhum comentário