Beneficios de uma soneca







http://www.sacadafashion.com.br/blog/wp-content/uploads/2012/08/526620_254760554641293_1883760854_n-e1345934599525.jpg

1. Aumento do nível de alerta e produtividade

A diminuição nesses níveis não se dá apenas como consequência de um almoço muito pesado. Roger Broughton, da Universidade de Ottawa, no Canadá, é o autor do estudo que mostra que pessoas com hábitos alimentares variados ou mesmo que não haviam almoçado, tinham essa queda de produtividade.

De acordo com o pesquisador, essa variação tem a ver com o horário do dia e não com as refeições. Willian Dement, da Universidade de Stanford, e David Dinges, da Universidade da Pensilvânia (ambas as instituições norte-americanas) também compartilham de opiniões similares.

"Entre as habilidades mentais que ficam mais intensas após uma 'soneca' está o aumento de atenção em tarefas diversas e maior rapidez no processamento de objetivos que dependem de poder de decisão", afirma Dinges.

2. Menos estresse

Dormir alguns minutos durante o dia também relaxa o corpo e faz que as pessoas fiquem mais despertas no resto do dia. Estudos já demonstraram que pessoas que dormiam até 30 minutos por dia no período da tarde tinham um terço do risco de desenvolver problemas cardíacos do que aquelas que ficavam o dia todo acordadas.

3. Memória e aprendizado

Um estudo de Sara Mednick, da Universidade de Harvard, EUA, demonstrou que estudantes que dormiam entre as sessões de um teste de atenção conseguiam observar mais detalhes em menos tempo quando analisavam uma série de imagens.

"Esse sono diurno pode proteger certos circuitos cerebrais de serem hiperestimulados, então os neurônios podem consolidar melhor o aprendizado de determinada habilidade", diz Robert Stickgold, coautor do estudo junto com Mednick.

4. Melhora da habilidade cognitiva

Um estudo da Nasa (órgão americano responsável pelos programas espaciais naquele país), demonstrou que uma parada para relaxar – vulgo soneca – durante 40 minutos no meio do dia aumentava as habilidades cognitivas dos participantes da pesquisa em até 40%. O teste foi feito com mais de mil pessoas e compreendeu ainda testes de inteligência. Aqueles que paravam para descansar tinham melhores resultados.

Outro estudo feito por Mednick monitorou os resultados de exames de ressonância magnética em indivíduos adeptos da siesta e chegou à conclusão de que o nível de atividade cerebral antes e após dormirem era alto, comparado ao de pessoas que não dormiam. Nessas últimas a atividade cerebral declinava até o final do dia.

5. Melhor saúde

Os estudos de Mednick indicam, ainda, que se deixar levar pelo sono durante a tarde diminui os riscos para doenças cardíacas, mantém os níveis de produção hormonais equilibrados e melhora a função curativa das células do corpo.

Comente: