Atividade Física retarda envelhecimento




Atividade física faz com que as pessoas se sintam mais dispostas,
ajuda a controlar o peso, colabora com a saúde. E a lista de
benefícios aumentou. Segundo pesquisadores da Universidade da
Califórnia em São Francisco, Estados Unidos, tende ainda a reduzir a
velocidade do processo de envelhecimento.

A ginástica traz níveis crescentes da enzima telomerase, responsável
por adicionar uma repetição de DNA nos telômeros (sequências de DNA
situadas em cada ponta dos cromossomos relacionadas à reposição
celular) e, assim, restaurar a capacidade de multiplicação celular e
retardar o envelhecimento dos tecidos. Durante os anos, a função da
telomerase declina e os telômeros se encurtam.

Os cientistas analisaram 62 mulheres na pós-menopausa, sendo que
muitas delas cuidavam de parceiros ou pais com demência. Elas tiveram
de relatar quantos minutos de atividade vigorosa (com aumento da
frequência cardíaca e/ou da transpiração) fizeram por dia e quão
estressadas se sentiam, além de fornecer amostras de sangue para que a
equipe medisse o comprimento dos telômeros.

De acordo com o jornal Daily Mail, a conclusão é que um período de
cerca de 15 minutos diários destinados a suar a camisa conseguiu parar
a diminuição das sequências de DNA situadas em cada ponta dos
cromossomos. Fora isso, exercitar-se vigorosamente por 42 minutos ao
longo de três dias também protegeu o comprimento dos telômeros.

Os resultados mostram que estresse psicológico promove envelhecimento
de células por meio do encurtamento dos telômeros e que até as
mulheres muito estressadas foram capazes de bloquear o processo ao
afastar o sedentarismo.

Fonte: Terra

Comente:

Nenhum comentário