Lavagem de mãos em hospital





A meta de redução da infecção no hospital depende do ato simples de lavagem das mãos, da motivação e orientação dos profissionais da equipe de Saúde. O sabão comumente usado possui ação detergente, age mecanicamente e sem atividade bactericida. 

Uma mão lavada corretamente tem que obedecer alguns fatores importantes: 

Use sabonete líquido e água corrente; 
Esfregue vigorosamente as mãos enquanto as lava; 
Lave toda a superfície (incluindo as costas das mãos, os pulsos, o espaço entre os dedos e sob as unhas); 
Deixe a água a correr até que todo o sabonete tenha sido removido; 
Limpe as mãos com uma toalha descartável; 
Em casas de banho públicas, feche a torneira usando uma toalha de papel. 

Uma pesquisa feita recentemente em São Paulo revelou números alarmantes sobre os riscos de contaminações em hospitais públicos e privados em toda extensão nacional. Estima-se que de cada cem pacientes internados, entre cinco e 15 contraiam doenças dentro do hospital. O simples ato de lavar as mãos pode diminuir muito as chances de contrair uma infecção.

Fazer a assepsia das mãos antes e após as refeições, após usar o telefone, após manipular dinheiro ou até mesmo antes (e depois) de visitar um enfermo, ajuda muito a diminuir as infecções hospitalares, que podem afetar diretamente a vida de recém-nascidos, idosos e diabéticos, que são considerados extremamente vulneráveis a este problema.  

Portanto, a lavagem das mãos é importantissimo não só no hospital como no dia a dia.


Comente:

Nenhum comentário