Bola suiça na fisioterapia ortopédica




O Fitball foi desenvolvido na Suiça nos anos 70 para tratamento de problemas posturais, principalmente da coluna, e problemas neurológicos. Por isso a bola também pode ser reconhecida como a bola de bobath, método criado para inicialmente tratar problemas neurológicos.

Desde então, por sua grande aplicação clínica, a Bola Suíça tem sido usada desde reabilitação neurológica a reabilitação desportiva. O profissional deve conhecer bem o seu paciente e os exercícios e usar o bom senso para um resultado mais seguro e eficiente.

Com a bola pode-se realizar diversos exercícios para fortalecimento de membros inferiores e superiores, melhorar flexibilidade em segmentos corporais além de ser uma maneira divertida de se exercitar.

A terapia sobre a bola é útil no tratamento de pacientes em todas as áreas da fisioterapia: casos agudos e crônicos, em Unidades de Terapia Intensiva (UTI), neurologia, cardiologia, ortopedia e postura (Correção Postural sobre a Bola), medicina esportiva, distúrbios ginecológicos e incontinência, e também como método preventivo. A bola suíça pode ser utilizada na avaliação das deficiências de força, mobilidade, equilíbrio, coordenação e também na terapia manual.

Qualquer pessoa de qualquer idade pode realizar a terapia sobre a Bola Suíça, porém existe a necessidade de uma avaliação anteriormente aos exercícios. Essa prática pode ser realizada em grupos, separados de acordo com a idade ou com a patologia apresentada, ou ainda sessões individuais, programada de acordo com a característica e necessidade de cada paciente.

Na fisioterapia ortopédica ela pode ser usada para correção de probelmas postural, alongamentos de estruturas, mobilização articular, relaxamento, melhora do tônus muscular, amplitude de movimentos e pode ser utilizada em todas as fases do tratamento, baseado na condição do paciente, de forma ativa ou passiva.



Comente:

Nenhum comentário