Pilates na água trabalha equilíbrio e melhora a qualidade de vida





O Pilates é um método que mistura variados movimentos de conscientização corporal, como alguns utilizados pela ioga, além de teorias de controle motor. Dentro da água, é baseado em exercícios de alongamento, onde utiliza o próprio peso do corpo para agir sobre todo o organismo, sendo ideal para qualquer idade.
"É uma técnica de reeducação do movimento, composto por exercícios fundamentados na anatomia humana, capaz de restabelecer e aumentar a flexibilidade e força muscular, melhorar a respiração, corrigir a postura e prevenir diversas lesões. O método foi sendo dissipado até chegar a uma versão aquática", conta a fisioterapeuta Marcela Batistuta.
 
Também conhecido como hidropilates, aquapilates ou simplesmente pilates na água, segundo a fisioterapeuta, as técnicas são aplicadas com os mesmos princípios do método tradicional, mas agora com a fluidez reduzindo a resistência, já que dentro da água o corpo perde 70% de seu peso original. As articulações também ficam mais flexíveis, permitindo movimentos com maior amplitude.
"Aliado à temperatura da água, em torno de 30 graus, promove relaxamento da musculatura, faz com que o praticante atinja um grau de flexibilidade maior do que se fizesse o mesmo movimento fora da água. A melhora do equilíbrio, da força e da concentração são alguns dos benefícios que o pilates na água promove. De forma simplificada, pode-se dizer que o tratamento dos desequilíbrios consiste em promover um reequilíbrio das cadeias musculares, alongando o que está encurtado e fortalecendo o que está fraco. Contribui, ainda, para a manutenção da boa postura, trabalhando vícios", explica Marcela.
 
Comuns na terceira idade, os efeitos negativos de estresse, má postura e tensões excessivas localizadas, muitas vezes resultantes de atividades profissionais que exigem o uso da força, são os principais motivos que levam milhares de pessoas aos consultórios de fisioterapeutas e ortopedistas, todos os anos.
O pilates trabalha com a ajuda de acessórios para flutuação na piscina e é marcadamente variado, podendo ser realizado individualmente, em dupla ou em grupo. "São realizados exercícios de aquecimento, equilíbrio, fortalecimento de pernas e braços, abdominais, costas, torções, alongamentos, relaxamento e soltura muscular, tudo isso em uma aula. E o objetivo é trabalhar equilíbrio, flexibilidade, força, postura, concentração e respiração, conectando corpo e mente", conclui.



Comente:

Nenhum comentário