10 dicas para driblar o estresse




Não é preciso ser especialista para afirmar que, ao lado da depressão, o estresse crônico é a "doença" do século XXI. Por causa do estilo de vida atual, da constante falta de tempo e dos problemas que nos atropelam, este transtorno psicológico é cada vez mais comum.

O estresse nocivo à saúde se caracteriza por uma sensação contínua de "não se ter tempo". E está demonstrado que, quando o estresse é crônico, o sistema imunológico se torna mais vulnerável, a qualidade do sono é prejudicada e ocorre queda de concentração.

No livro Vivir bajo presión. El Estrés, ainda sem tradução para o português, o autor Miguel Casas Hilari reuniu conselhos eficazes para recuperar o controle das emoções e baixar as tensões diárias. Uma das táticas de Hilari é tentar enxergar os problemas sob outro ponto de vista, dando menos importância do que merecem. Veja outros conselhos abaixo e tente driblar o estresse.

Desconecte-se do problema
É preciso aprender a se desconectar do problema. A saída é mudar a inércia habitual e ter consciência de que é possível sim controlar as dificuldades que surgem na vida. A idéia é que você não se sinta agoniado por completo, pois caso isso aconteça dificilmente poderá assumir as rédeas dos acontecimentos.

Aprenda a relaxar
O relaxamento contribui muito para o bem-estar. Pratique alguma terapia alternativa, como a yoga, ou, se você puder incluir um pequeno luxo na rotina, faça uma sessão de massagem semanalmente. Ter o corpo e mente relaxados farão com que as situações de estresse sejam menos freqüentes.

Controle seus pensamentos
O estresse é um processo que depende em grande parte da interpretação que fazemos da realidade. Portanto, aprender a controlar e mudar a "tradução" que fazemos dos acontecimentos são boas estratégias de combate.

Reestruture suas prioridades
Se sua grande fonte de preocupação é o seu trabalho e não há possibilidades de você mudar de emprego, pelo menos por enquanto, considere todas as alternativas prazerosas que sejam possíveis. A mais simples é dedicar o seu tempo livre a atividades agradáveis. Já se a sua perturbação começa quando você chega em casa, procure distraor-se com programas longe desse ambiente, nem que seja por curtos períodos de tempo.

Adquira hábitos saudáveis
Infelizmente, os estressados recorrem com certa facilidade ao consumo de álcool, tabaco, fast foods e atividades passivas, como ficar no sofá, assistindo aos programas e filmes na televisão. Os danos que esses hábitos podem causar se multiplicam com a presença do próprio estresse. Tente fugir disso.

Pratique exercícios
O exercício físico está no topo da lista de quem busca saúde, inclusive mental. Somente trinta minutos por dia ajudam a relaxar a mente e eliminar o estresse, enquanto você aproveita para entrar em forma.

Experimente a meditação
A técnica ajuda a varrer da mente os pensamentos estressantes, além de, segundo o autor do livro, melhorar a circulação sangüínea.

Pense positivo
Reverter as idéias negativas e aprender a focar no lado positivo ajuda a reduzir as tensões e a alcançar suas metas. Por exemplo, se está ansiosa porque tem um compromisso em que falará em público, pense nas piores coisas que poderiam acontecer e, em seguida, nas possibilidades para que elas ocorram. Formule um resultado favorável e desenvolva um plano para alcançá-lo.

Use o humor
Manter o senso de humor nas situações difíceis é uma recomendação dos experts. O sorriso alivia as tensões e contribui para manter a perspectiva da situação. Segundo Hilar, já está mais do que comprovado que o bom humor é um mecanismo eficaz para suportar o estresse agudo.

Estabeleça uma rede de apoio
A maioria das pessoas que se saem bem em situações de estresse elevado possui uma boa relação social, com amigos, colegas de trabalho...O apoio em momentos de tensão é sempre muito útil. No livro, são relatados, inclusive, os benefícios promovidos pela presença de um mascote em casa.



Comente: