Atividade física oferece mais que corpo perfeito




O desenvolvimento tecnológico contribuiu para a população aderir de vez à cultura do não fazer nada. No entanto, nem sempre o mais cômodo é o mais saudável, como observa o professor de ginástica de uma academia de Rio Claro, Marcelo Francisco de Almeida, "cada vez mais a população se movimenta menos e isso tem relação com as inúmeras doenças da atualidade".

Para quem deseja sair da vida sedentária, segundo o professor, "a persistência é a chave do sucesso". De acordo com o que analisa Marcelo Francisco de Almeida, a maior dificuldade da população está em realizar exercícios com frequência, e isso se torna ainda mais problemático quando "a maioria das pessoas nunca praticou nada e poucos são persistentes".

Para a pessoa que já superou essa fase e está em busca de uma rotina mais saudável, o professor aconselha procurar um local apropriado com profissionais capacitados e realizar uma avaliação física completa. "Uma coisa que também auxilia é procurar um exercício com o qual tenha afinidade", completa.

Já que o mais difícil é dar início à atividade física, Marília Seneme do Canto e Gislaine Giovanni, alunas que praticam musculação em Rio Claro, analisam como era antes e como é a vida agora, que começaram a frequentar academia. Marília resolveu dar o primeiro passo há, exatamente, um mês, mas diz já ter notado os resultados: "Não praticava exercícios há três anos e meio. Um dos motivos que me fizeram começar foi a vontade de fazer algo pra mim e a primeira mudança que notei foi na disposição".
Gislaine Giovanni recomeçou há três meses e também se sente diferente. Segundo observa, desde que começou a se exercitar de novo "o fôlego e a força estão melhores e me sinto rejuvenescida".
Conforme avalia o professor Marcelo de Almeida, que também fez mestrado em Educação Física, a atividade física é essencial para todas as faixas etárias. Sônia Nobre, de 74 anos, sabe disso melhor do que muita gente e há um ano e meio vem praticando exercícios físicos todos os dias. "Me sinto maravilhosamente bem, não só pelos exercícios, mas também pela nova família que conquistei frequentando a academia."

José Luiz Timoti, de 66 anos, pratica musculação e exercícios aeróbicos e revela que seu problema de bronquite melhorou muito depois de aderir à atividade física. "Não tomo mais remédio e as crises diminuíram. Exercícios são essenciais para a saúde". Marcelo Francisco de Almeida afirma que a atividade física completa é composta por alongamento, exercícios aeróbicos e musculares. "Este é o pilar do condicionamento físico." O professor recomenda ainda praticar as atividades no mínimo três vezes por semana, para assim prevenir diversas doenças, como dores musculares, estresse, diabetes e hipertensão.

Comente:

Nenhum comentário