Saúde em Geral

Saiba mais

Últimos posts

Sobrepeso na gravidez está associado a maior risco de epilepsia para o bebê, diz estudo



A obesidade e o sobrepeso durante o primeiro trimestre de gravidez estão associados a um maior risco de ter uma criança com epilepsia, disseram pesquisadores na semana passada.

O estudo foi baseado em dados de 1,4 milhão de crianças na Suécia, e foi publicado na revista "Journal of the American Medical Association" (JAMA) Neurology.

O aumento do risco de epilepsia em uma criança é proporcional ao sobrepeso da mãe no início da gravidez, segundo a pesquisa liderada por Neda Razaz, do Instituto Karolinska em Estocolmo, na Suécia.

Como emagrecer depois da gestação?

Nutrição para Gestantes

"O risco de epilepsia aumentou 11% em crianças de mães com excesso de peso" cujo índice de massa corporal (IMC) estava entre 25 e 30, disse o estudo, que constatou que, das 1,4 milhão de crianças nascidas entre 1997 e 2011 na Suécia, 0,5% (7.592 crianças) foram diagnosticadas com epilepsia até 2012.

O IMC é calculado dividindo o peso (em quilogramas) pela altura (em centímetros) elevada ao quadrado. As pessoas que têm essa taxa entre 18,5 e 24,9 são consideradas dentro do peso ideal.

Mulheres que eram obesas, com um IMC de 30 a 35, tiveram um aumento de 20% no risco de ter um filho com epilepsia em comparação às mães com o peso normal.

Para as mulheres com um IMC de 35 a 40 o risco aumentou 30%, e para as grávidas com obesidade mórbida o risco era 82% mais elevado do que o das mães que estavam dentro do peso recomendado.

Doutor José Bento dá dicas de como manter uma alimentação saudável durante a gravidez

O estudo, baseado em questionários, não se aprofundou nas causas do risco aparentemente mais alto de epilepsia, que podem incluir fatores genéticos e ambientais.

Os pesquisadores acreditam que o excesso de peso ou a obesidade durante a gravidez podem levar a um maior risco de lesão cerebral em bebês, ou que a inflamação induzida por obesidade pode afetar o neurodesenvolvimento.

Mamãe: veja um tratamento de 8 semanas para sua coluna

Tenha exercícios de Pilates para gestantes

"Visto que o sobrepeso e a obesidade são fatores de risco potencialmente modificáveis, a prevenção da obesidade em mulheres em idade reprodutiva pode ser uma importante estratégia de saúde pública para reduzir a incidência de epilepsia", disse o estudo.

Uma pesquisa feita na Dinamarca e publicada no ano passado pela Academia Americana de Pediatria descobriu que quando as mulheres tinham um IMC mais alto antes de engravidar, os seus filhos enfrentavam um maior risco de paralisia cerebral.

Então, está mais do que na hora de associar uma boa alimentação com atividade física para evitar esses riscos.

5 dicas para uma gestação saudável



A gestação é um momento maravilhoso, e para que seja saudável tanto para a mãe quanto para o bebê é necessário que se tome uma série de cuidados específicos para esse período. Entre as muitas recomendações, reunimos cinco dicas que devem receber especial atenção das mamães.

Como emagrecer depois da gestação?

Nutrição para Gestantes

Mamãe: veja um tratamento de 8 semanas para sua coluna

Confira!

Pré-natal

O pré-natal é indispensável para a saúde do bebê, e deve ser iniciado logo que a gravidez for descoberta. Nele, a mãe e a criança passam por diversas avaliações em todas as fases da gestação e, com a ajuda da tecnologia através de aparelhos modernos e até com ultrassom portátil, é possível detectar malformações, alterações na estrutura física e no sistema circulatório, e quaisquer outros problemas possíveis.

Alimentação

Uma alimentação equilibrada é a chave de uma gestação com saúde. Não deixe de incluir legumes, verduras, frutas, carboidratos integrais, proteínas e laticínios.

Alguns alimentos devem ser evitados nessa fase, pois podem estar contaminados e representarem risco para os bebês. Carnes cruas ou malpassadas, ovos crus, e até mesmo frutas, verduras e legumes mal lavados precisam sair do cardápio.

Atividade física

Gravidez também é época de se exercitar. Além de manter a saúde mental em dia, a atividade física dá mais resistência ao corpo da gestante, além de ajudar a entrar em forma mais rapidamente após o parto. Sempre converse com seu médico antes para saber qual é a atividade mais segura e indicada.

Medicamentos

Não tome qualquer medicamento sem antes informar ao seu médico. Caso você use algum remédio de forma contínua, avise ao médico logo na primeiro consulta do pré-natal. Só ele poderá avaliar se você deve ou não manter a medicação e quais seriam as alternativas para substituí-la se houver necessidade.

Descanso

Ouça seu corpo, descanse, dê tempo para o seu organismo se acostumar com a nova rotina e a nova intensidade. Sempre que possível coloque as pernas para cima, durma quando puder e sentir necessidade, e se possível adote técnicas de relaxamento, como massagens e alongamentos.

Procedimentos básicos para Reanimação Cardiopulmonar (RCP)


A reanimação cardiopulmonar (RCP) ou reanimação cardiorrespiratória (RCR) é um conjunto de manobras destinadas a garantir a oxigenação dos órgãos quando a circulação do sangue de uma pessoa para (parada cardiorrespiratória). Nesta situação, se o sangue não é bombeado para os órgãos vitais, como o cérebro e o coração, esses órgãos acabam por entrar em necrose, pondo em risco a vida da pessoa.

Curso online de Reanimação Cardiorrespiratória e Cerebral

São sinais clínicos da Parada CardioRespiratória:
  • Inconsciência;
  • Ausência de pulso;
  • Ausência de movimentos ventilatórios (apneia) ou respiração agônica (gasping).

Os procedimentos básicos da respiração são:

  1. desobstrua as vias aéreas (com cautela pois pode haver danos na cervical)
  2. afrouxe as roupas da vítima, principalmente em volta do pescoço, peito e cintura;
  3. verifique se há qualquer coisa ou objeto obstruindo a boca ou garganta da vítima;
  4. inicie a respiração de socorro tão logo tenha a vítima sido colocada na posição correta. Cada segundo é precioso.

Os procedimentos básicos da massagem cardíaca são:

  1. coloque a vítima deitada de costas sobre superfície dura em decúbito dorsal;
  2. coloque suas mãos sobrepostas na metade inferior do esterno com os braços estendidos;
  3. os dedos devem ficar abertos e não tocam a parede do tórax;
  4. faça a seguir uma pressão, com bastante vigor, para que se abaixe o esterno cerca de 5 cm, comprimindo o coração de encontro à coluna vertebral;
  5. descomprima em seguida.

Inicie a manobra com 30 compressões cardíacas, depois faça duas respirações e repita o ciclo totalizando 5 ciclos, quando se deve alternar o socorrista para fins de conservar a qualidade das compressões. A RCP deve continuar até que o ritmo cardíaco/respiratório se restabeleça ou até o socorro chegar.

De 4 a 6 minutos já pode ocorrer dano cerebral na vitima.. Após 6 minutos o dano cerebral é praticamente certo.

A medicina tenta ao longo de várias décadas, em uma luta sem fim, prolongar a vida. A Reanimação Cardiopulmonar é o exemplo maior desta conquista. O retorno da respiração e dos batimentos cardíacos após sua interrupção traz para a equipe médica uma satisfação inestimável.

Dieta para perder massa gorda


http://academiafitclub.esp.br/wp-content/uploads/2015/07/3col_lg_salmon_steak_with_salad.jpg?fa52fa

Antes demais, é importante referir que num processo de perda de massa gorda, a dieta deve ser adequada de forma a evitar um prejuízo da massa muscular.

O tecido muscular desempenha um papel muito ativo no metabolismo. Assim sendo, o foco da dieta deve ser a perda de massa gorda atenuando o mais possível a perda de massa muscular.

Receitas Para Emagrecimento e Definição Muscular
Receitas Para Aumentar a Massa Muscular
Conheça o curso Ciência na Prática - Módulo 2 - EMAGRECIMENTO


Com o excesso de aporte calórico o organismo acumula gordura que pode ser mobilizada em períodos de maior gasto calórico, como a prática de exercício físico. No entanto, este processo não ocorre de forma tão simples e linear, daí a importância em adotar uma dieta seguindo algumas das recomendações abaixo descritas.

Privilegiar alimentos de baixo índice glicêmico

O índice glicêmico é utilizado para diferenciar os alimentos consoante a capacidade de elevar os níveis de açúcar na corrente sanguínea após a sua ingestão, assim, existem alimentos de elevado e baixo índice glicêmico.
Quanto maior o índice, maiores os níveis de açúcar presentes na corrente sanguínea, logo, maior será a libertação de insulina e consequentemente o excesso de açúcar é convertido e armazenado sob a forma de gordura.

Tendo por objetivo perder massa gorda, opte por alimentos com menor índice glicêmico, isto é, alimentos cuja sua constituição apresenta hidratos de carbono complexos como: flocos de aveia, arroz integral, pão de centeio, massas integrais, etc.)

Optar por fontes de proteína magra

Ingerir diariamente leite e derivados magros, carnes de aves confecionadas sem peles ou gordura, bem como clara de ovo.

Ingerir ácidos gordos essenciais (ómegas)

O organismo necessita de gordura que não consegue produzir, nomeadamente ácidos gordos insaturados que são essenciais em muitos processos fisiológicos, tais como a manutenção da integridade da pele e da estrutura das membranas celulares. A ingestão de ácidos gordos como ácido linoleico (ómega 6) e ácido linolénico (ómega 3) está associada a uma maior perda de massa gorda em indivíduos que pratiquem atividade física regular, segundo alguns estudos.
Assim sendo, inclua na sua dieta: peixe (atum, sardinha, salmão, cavala, etc.), frutos secos (nozes, amêndoas, etc.), sementes (chia, linhaça, abóbora, etc.), bem como óleos vegetais (azeite, óleo de girassol, etc.)

Fazer pequenas refeições (intervalos de 3 horas)

A ingestão regular de alimentos, nomeadamente de baixo índice glicémico, permite manter os níveis de insulina e de glicose estáveis e, desta forma, evitar as quebras de energia e a perda de massa muscular. Longos períodos de jejum estão associados a uma diminuição do metabolismo, ou seja menos gordura é utilizada como fonte de energia.


Evitar alimentos refinados e ricos em gordura saturada

Alimentos que contenham na sua constituição farinhas brancas, açúcar, sal e gordura saturada são uma entrave na perda de massa gorda. Exemplos disso são: Bolos, produtos salgados, folhados, pão branco, pão de leite, croissants, refrigerantes, chocolates, biscoitos, leite e derivados gordos, refeições fast-food, etc.

Manter uma boa hidratação

Beber bastante água ao longo do dia, preferencialmente fora das refeições, para não haver diluição dos sucos gástricos, o que dificulta a digestão. Para além disso, procurar manter o corpo hidratado durante a prática de exercício físico.

Acesse também:

Receitas Para Emagrecimento e Definição Muscular
Receitas Para Aumentar a Massa Muscular
Conheça o curso Ciência na Prática - Módulo 2 - EMAGRECIMENTO

SUS passa a oferecer terapias alternativas para a população


http://4.bp.blogspot.com/-m9b5BhlFw4I/TZl6EeoicBI/AAAAAAAAAA8/B3fSmUR99FE/s1600/massagem%255B1%255D.jpg


O Sistema Único de Saúde (SUS) agora oferece terapias alternativas, como meditação, arteterapia, reiki, musicoterapia, tratamento naturopático, tratamento osteopático e tratamento quiroprático.

De acordo com a OMS, terapia alternativa significa que ela é utilizada em substituição às práticas da medicina convencional, já a terapia complementar é utilizada em associação com a medicina convencional, e não para substituí-la. O termo integrativa é usado quando há associação da terapia médica convencional aos métodos complementares ou alternativos a partir de evidências científicas.

Saiba mais sobre esses tipos de terapias:

Meditação

A palavra "meditação" vem do latim "meditatum", que significa ponderar. Trata-se da prática de concentração mental com o objetivo de harmonizar o estado de saúde.

Arteterapia

Faz uso da arte como parte do processo terapêutico.

Reiki

A técnica japonesa se baseia na prática de imposição das mãos por meio de toque ou aproximação para estimular mecanismos naturais de recuperação da saúde.

De acordo com o Instituto Brasileiro de Pesquisas e Difusão do Reiki, o método é um sistema natural de harmonização e reposição energética que mantém ou recupera a saúde. É um método de redução de estresse, captando, modificando e potencializando energia.

Musicoterapia

Usa a música e seus elementos como terapia, o som, ritmo, melodia e harmonia.

Tratamento naturopático

É o uso de recursos naturais para recuperação da saúde. A naturopatia encara a doença como um processo: a prevenção, o combate das causas das doenças e a estimulação da inerente capacidade de cura do organismo. O método valoriza a integração das áreas da saúde, as terapias naturais, como também a inata "sabedoria" do corpo humano, determinada pelos genes e a evolução da espécie, para auxiliar no restabelecimento da saúde.

Tratamento osteopático

É uma terapia manual para problemas articulares e de tecidos. A Osteopatia é fundamentada no exame clínico, por meio da anatomia, fisiologia e semiologia. Essa técnica é indicada para alterações dolorosas no sistema musculoesquelético, como é o caso das lombalgias, cervicalgias, hérnias de disco, dores de cabeça e nas articulações, alterações de sensibilidade e limitações articulares.

Tratamento quiroprático

É a prática de diagnóstico e terapia manipulativa contra problemas do sistema neuro-músculo-esquelético. O objetivo do método é avaliar, identificar e corrigir as subluxações vertebrais e os maus funcionamentos articulares, que podem causar irregularidades no mecanismo da coluna e na função neurológica.

Em vez de prescrever medicação, o profissional de quiroprática busca o funcionamento correto da mecânica do corpo e a nutrição adequada. O objetivo é corrigir a causa do problema, e não os sintomas.

5 sinais do corpo que podem indicar deficiência de vitaminas


iStock

Você já sabe que alimentação saudável e atividade física regular promovem saúde, longevidade e bem-estar. Mas o consumo elevado de alimentos processados e refinados está cada vez mais deixando o organismo deficiente de nutrientes, causando danos ao corpo.

Fique atento aos sinais:

Saliências parecidas com acnes vermelhas ou brancas no rosto, braços, coxas e glúteos podem ser uma possível deficiência de ácidos graxos essenciais, e vitaminas A e D. Consuma vegetais de folhas verdes, cenoura, batata doce e pimentão vermelho

Formigamento e dormência nas mãos, pés, ou outra parte do corpo – provável deficiência de vitaminas do complexo B, como ácido fólico, B6, B12. Coloque no seu cardápio espinafre, aspargo e beterraba

Contrações musculares nos pés, panturrilhas, coxa, possível deficiência de magnésio, cálcio e potássio. Consuma amêndoas, avelãs, abóbora, couve, espinafre, brócolis e maçã

Rachaduras nos cantos da boca podem ser sinais de deficiência de ferro, zinco, vitaminas do complexo B, riboflavina e B12. Consuma acelga, brócolis, pimentão vermelho, couve e couve-flor

Erupção cutânea vermelha e escamosa no rosto e queda de cabelo são sinais de deficiência de biotina e vitaminas lipossolúveis (A, D, E, K). Consuma abacate, cogumelos, couve-flor, nozes, framboesa e banana

Sua saúde é muito importante! Se você sofre com algum desses sintomas procure ajuda de um profissional.